Postado dia 09/05/2010 às 00h00 - Atualizado em 15/09/2014 às 18h53

Nos tempos em que namorar não podia nem beijar

None

Hoje namoramos livremente. Os casais enamorados vivem abraçados e colados onde os beijos e carícias fazem parte de um bom relacionamento. Namoram-se todos os dias.



Há um tempo não muito distante, tinha dia certo para isto, e era nas quartas feiras. Este dia era conhecido como dia do sofá. O namorado ia visitar a namorada na casa dela. E ali ficavam a namorar, muitas vezes com vigília do pai ou da mãe. Contrariamente aos dias atuais, onde o quarto é o local onde casais ficam livremente a namorar.



Uma grande mudança foi a de a mulher poder ficar na casa do namorado e ainda dormir no mesmo quarto. Uma grande revolução se tratando de namoro.



Mas houve tempos onde namorar não podia nem beijar. Os casais namoram as escondidas, sempre com muito medo de serem encontrados. Principalmente as mulheres que eram extremamente vigiadas por seus pais. Em muitos casos, as pessoas se casavam sem nem ao menos terem conversado anteriormente. Muitas mulheres só chegaram a conhecer seu futuro marido no dia do casamento.



Havia o dote, e as meninas eram guardadas a sete chaves. Por que poderiam render valiosos prêmios para seus pais. Lembrando que era sempre o pai quem escolhia o noivo.



Em nossa região existiam as domingueiras que eram locais de sociabilidade aonde toda família ia. Os maridos ficavam bebendo e jogando baralho, enquanto as mães ficavam juntos das filhas sentadas em bancos acompanhando o baile. As meninas podiam ser convidadas para dança , mas só com o consentimento da mãe que ficava vigiando. Mas beijar, jamais. Quem ousasse e ainda se fosse mulher seria ridicularizada e virava mulher comentada.



Portanto, podemos perceber que houve mudanças muito grandes no estilo de namorar e que hoje vivemos uma liberdade que jamais as mulheres que viveram em outros tempos podiam sonhar.