Postado dia 23/08/2014 às 12h25 - Atualizado em 15/09/2014 às 19h46

Política Nacional X Política Municipal

None

►Interessante notar como as alianças eleitorais nacionais e estaduais divergem dos nossos cenários locais, de tal modo que seus partidários se recusam a apoiar as decisões de suas instâncias superiores.

► Em Balneário Piçarras, vereadores e executiva do PP participaram de reunião com o candidato a governador Cláudio Vignatti (PT). Em SC, o PP apóia o candidato do PSDB, Paulo Bauer a governador, mas as siglas são os dois partidos mais antagonistas entre si em Piçarras. Não interessa aos progressistas piçarrenses que o candidato do PSDB seja tão votado em Piçarras, pois somente fortaleceria o prestígio político do atual prefeito Leonel Martins.

► Da mesma forma, Vignatti pode ganhar muito mais votos em Penha do que espera: nem todo o PMDB penhense está muito entusiasmado em votar no candidato Raimundo Colombo. A principal reclamação é que não tem certeza se o PSD local vai mesmo votar no candidato ao senado da coligação, o peemedebista Dário Berger. “Só vamos colocar o 55 no carro se eles colocarem lá também o 150”, desafiou uma liderança.

► Nem tudo é conscenso no PSD penhense. O vereador Isac da Costa por exemplo, não vai de Jean Kullman nessa eleição, mas de Maurício Eskudlark, candidato que também contará com apoio do vereador Claudinei Prensi (PSDB), apesar de agora estar no PSD.

► Falando em apoio, o candidato a deputado estadual Ivan Naatz (PDT) andou reclamando nas redes sociais que a vereadora Maria Juraci (PMDB) não estaria na sua campanha, dando a entender que foi em troca do seu apoio que ele entrou na justiça para combater o aumento da tarifa de lixo pela Recicle.
► Juraci que é do PMDB, deve apoiar Carlos Chiodini seguindo decisão coletiva do PMDB local. Agora não ficou claro se Ivan esperava algum apoio por questão de agradecimento, ou se isso foi um acordo tácito. Se foi, pior ainda, pois fica claro que pensou antes em fechar um acordo político do que realmente em defender o contribuinte penhense. De qualquer forma, não se deve lavar roupa suja nas redes sociais, pois geralmente acaba pegando mal para todo mundo.

► Tucanos e a outra ala do PT piçarrense olharam com preocupação a reunião na casa do vereador Nico Beduschi com Vignatti, Milton Medes e as lideranças do PP. A aproximação pode sinalizar tanto uma chapa para a presidência da câmara encabeçada por Beduschi com apoio do PP, quanto até mesmo o início de conversas para coligação no ano que vem.

► Há um acordo firmado no início da legislatura que o próximo presidente da Câmara seria o vereador Oswaldo Moreira (PT), o segundo mais votado do município, a ser apoiado pelo PSD e PSDB. No entanto, o PT saiu do governo, e não se sabe se os vereadores estão compromissados a manter o acordo. O mais correto seria afirmar que o PT tem dois candidatos a presidência da câmara, um de cada ala, e buscando apoio de diferentes lados.

► Mês de agosto indo para o fim, e relativamente vemos pouca campanha na Penha. A maioria das (poucas) placas que se vê é do candidato local Johnni Coelho (PP), que espera contar com apoio de outras associações de bombeiros voluntários pelo estado para poder viabilizar sua eleição a deputado estadual. O estrago que sua candidatura pode fazer em “campeões de voto” que vinham de fora tem preocupado bastante os cabos eleitorais adversários.