Postado dia 01/07/2016 às 16h15 - Atualizado em 02/07/2016 às 10h31

Águas de Penha promove Programa Afluentes na Praia Grande

Programa Afluentes na Praia Grande reúne moradores, líderes comunitários e membros do Condema
Fonte: Assessoria de Imprensa

Investimentos no sistema de abastecimento de água, implantação da rede de coleta e tratamento de esgoto e comunicação com a comunidade foram alguns dos temas de debate do segundo encontro do Programa Afluentes, promovido pela Águas de Penha na Praia Grande, na noite de quarta-feira (29 de junho). Criado com a intenção de abrir um canal de diálogo com a população de Penha, o Afluentes apresenta o trabalho realizado pela concessionária e ouve as demandas da comunidade.


A segunda edição do evento - realizado no salão paroquial da Igreja de São João – teve grande representatividade, contando com a participação de moradores, líderes comunitários da Praia Grande, membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema) e também do Projeto Orla. O diretor-presidente da Águas de Penha, Ricardo Miranda, aproveitou o encontro para explicar sobre o contrato de concessão com o município, que tem prazo de 35 anos e prevê investimento de R$ 180 milhões. "Nossa missão é universalizar os serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto na cidade. Estamos aqui para servir e servir bem", sublinhou Miranda.


Com um potencial turístico em franco crescimento, Penha ainda não tem sistema próprio de captação de água e nem de tratamento de esgoto. Atualmente, o abastecimento no município depende de Balneário Piçarras. A meta contratual da empresa prevê o início da implantação da Estação de Tratamento de Água (ETA) a partir do segundo ano do contrato, em 2017, e da rede de esgoto a partir do quarto ano, começando pela Praia de Armação.


Os moradores do bairro puderam esclarecer dúvidas e apresentar prioridades. Segundo o oceanógrafo e presidente da Associação dos Moradores e Amigos da Praia Grande, Gilberto Manzoni, a comunidade está atenta às questões da água e esgoto no município."A perspectiva de Penha tratar a própria água a partir do ano que vem nos anima. E seremos os primeiros a incentivar os moradores do bairro a fazerem a ligação à rede de esgoto da cidade tão logo ela esteja instalada. Será extremamente positivo para a cidade", defende Gilberto.