Postado dia 29/06/2016 às 11h16 - Atualizado em 30/06/2016 às 15h27

Beto Carrero irá montar Museu a Céu Aberto da Tartaruga Marinha

Projeto é parceria com a Tamar e visa preservação da espécie
Fonte: Assessoria de Imprensa

Elas são dóceis, têm uma vida longa e são verdadeiras embaixadoras dos mares. As tartarugas marinhas desempenham um papel importante no ciclo dos oceanos. Por serem animais migratórios se deslocam de um trópico ao outro transferindo energia entre os ambientes marinho e terrestre. São também consideradas verdadeiras engenheiras do mar, devido a influência e ação nos recifes de coral, nos bancos de grama marinha e substratos arenosos no fundo do oceano. Ameaçadas de extinção, as tartarugas marinhas contam, desde 1980, com um projeto de conservação para protegê-las. Seus integrantes trabalham incansavelmente pela vida das cinco espécies que existem no Brasil.

Agora, o Projeto Tamar aliou-se ao maior Parque Temático da América Latina, o Beto Carrero World, que, atualmente, tem mais de duzentas espécies de animais, entre eles, alguns ameaçados de extinção. O objetivo desta parceria é que o Beto Carrero World instale um modelo de Museu a Céu Aberto da Tartaruga Marinha, que conta com centros de pesquisa avançados, mini sala de cinema, loja, espaço cultural, tanques e aquários, adequando à sua realidade local. O Beto Carrero World aceitou o desafio, pois tem uma estrutura capaz de dar suporte aos animais, e uma equipe com alta capacidade de dar assistência às tartarugas marinhas.

De acordo com a bióloga responsável pelo Zoológico do Beto Carrero World, Kátia Cassaro, estar associado ao Projeto Tamar será muito importante. “Trata-se de um projeto único, que conseguiu até hoje devolver ao mar mais de 25 milhões de tartaruguinhas. É considerado um dos projetos de conservação de tartarugas marinhas de maior sucesso no mundo e um dos mais antigos e coroados do Brasil. Tartarugas marinhas são muito carismáticas e adoradas pelo público. Será um grande desafio para nós trabalharmos com essas espécies. Esperamos que essa parceria dê certo. Queremos que nosso público também tenha a chance de fazer parte dessa história de sucesso e ajudar na preservação desses animais encantadores.”

Os coordenador do Projeto Tamar, Guy Marcovaldi, afirma que a aliança feita com o Beto Carrero World é de grande valia para ambas as partes, e, principalmente, para as tartarugas marinhas. “Tem tudo para dar certo. Senti firmeza nas atitudes e um grande entusiasmo por parte de toda a equipe. Visitamos os animais e eles são extremamente bem cuidados. Como as tartarugas marinhas são animais ameaçados de extinção, têm tratamento especial. Queremos que os visitantes vejam que o que fazemos é um trabalho árduo de preservação e pesquisa. Eles sairão do Beto Carrero World vendo não só as tartarugas marinhas, mas conhecendo melhor seu ciclo de vida, as ameaças que precisam enfrentar para sobreviver e sua importância para o ecossistema.”

CONHECIMENTO ADQUIRIDO NOS MUSEUS CONTRIBUI COM TRATAMENTOS

Por realizarem grandes migrações e utilizarem áreas distintas para alimentação e reprodução, as tartarugas marinhas têm um ciclo de vida complexo. Conhecer sua história é um desafio e uma necessidade para a sua conservação. Os animais mantidos nos Museus a Céu Aberto da Tartaruga Marinha são acompanhados cuidadosamente por toda sua vida, que dura dezenas de anos, e assim é possível a realização de estudos, pesquisas e validação de técnicas das mais diversas, tanto na área da biologia, como da veterinária.
Para a reabilitação das tartarugas que encalham debilitadas, mesmo para procedimentos básicos, como a coleta de sangue, biópsias, ultrassonografia, entre outros, é fundamental o conhecimento adquirido nesses Museus, o que garante o sucesso no retorno destes animais ao mar.


CONSERVAÇÃO: A CONSCIENTIZAÇÃO QUE ATRAVESSA GERAÇÕES

Para que as tartarugas sejam protegidas, elas precisam ser vistas. O Tamar iniciou intuitivamente suas ações contratando os pescadores que tinham o hábito de abater as fêmeas e comer seus ovos, além de utilizar e vender os cascos. Hoje, quem trabalha no Tamar são os filhos e netos desses pescadores que foram contratados há mais de 30 anos. Agora, são raras as pessoas que viram uma tartaruga em um prato ou em uma panela. Tudo mudou completamente. Além dessa estratégia de contratação de tartarugueiros, como são conhecidos esses pescadores, as tartarugas recém-nascidas ou já maiores são expostas para os visitantes. “A oportunidade de se aproximar de um animal muitas vezes inacessível ao público representa uma chance de salvar toda uma população. É preciso que se criem relações de respeito e carinho para se conseguir proteger esses animais que viveram nos tempos dos dinossauros.” conclui o coordenador do Tamar.

O Projeto Tamar - Criado há 35 anos, o Projeto Tamar é uma soma de esforços entre a Fundação Pró-Tamar e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. Reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha do mundo, seu trabalho socioambiental, desenvolvido com as comunidades costeiras, serve de modelo para outros países. O Projeto Tamar tem o patrocínio oficial da Petrobras através do programa Petrobras Socioambiental, o apoio do Bradesco Capitalização, e nos nove estados brasileiros onde atua recebe diversos apoios locais.

Beto Carrero World - Um sonho que se tornou realidade, o Beto Carrero World é o maior Parque Temático da América Latina, localizado no município de Penha, Santa Catarina. Inaugurado em 28 de dezembro de 1991 pelo visionário João Batista Sérgio Murad, o Beto Carrero completa em 2016, 25 anos de história. Desde a sua fundação, o lugar é a concretização de um mundo de fantasia e diversão, onde o visitante é a estrela principal. O empreendedor que fez a sua ideia se materializar conquistou muito mais que um lugar de alegrias. Ele foi a prova viva de “não sabendo que era impossível, foi lá e fez”. Com mais de 100 atrações entre brinquedos radicais, zoológico, áreas temáticas e shows, o Beto Carrero World oferece um mundo de alegria e magia para toda a família. O Parque possui 14 milhões de metros quadrados, e boa parte dele envolve a Mata Atlântica, uma área preservada desde o início da fundação. Todos que vistam o Beto Carrero World fazem parte de um sonho, onde passam momentos felizes de emoção, encantamento e adrenalina.