Postado dia 09/01/2017 às 12h53 - Atualizado em 13/01/2017 às 12h54

Críticas ao zoo do Beto Carrero World provocam polêmica na internet

Entidade que representa zoos no Brasil sai em defesa do Beto Carrero World após acusações em redes sociais

Uma série de vídeos postados na internet neste sábado critica a disposição dos recintos de macacos e elefantes no zoo do Beto Carrero World, em Penha. Anderson Valle, que se apresenta como comentarista ambiental e funcionário do Ibama, afirma nas publicações que falta sombra e enriquecimento ambiental aos animais, e que esse seria um "problema recorrente em zoológicos de todo o mundo".

Em poucas horas, os três vídeos alcançaram mais de 100 mil visualizações e cerca de 4 mil compartilhamentos. Durante a tarde, Valle publicou uma petição ao Ministério Público de Santa Catarina pedindo melhoria na manutenção dos animais.

Nem todos os compartilhamentos, entretanto, reforçaram a opinião do comentarista. Enquanto parte dos internautas demonstrou concordar, outros defenderam as condições do zoo.

O Beto Carrero World ainda não se manifestou oficialmente. Aos questionamentos nas redes sociais, respondeu que a regulação dos recintos é feita pelo próprio Ibama e pela Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma): "Os recintos de nosso zoológico estão normatizados pela Instrução Normativa IBAMA número sete, de 30 de abril de 2015 e anualmente são feitas vistorias com os órgãos competentes. Somos regulamentados através da licença de operação do IBAMA / FATMA".

O corpo técnico do zoo Beto Carrero World inclui veterinários e biólogos reconhecidos no país por feitos como a reprodução em cativeiro de espécies, entre elas o raro leão branco. Recentemente o espaço recebeu certificação de centro de conservação, habilitado para receber uma unidade do projeto Tamar, que será inaugurada em breve.

Entidade que representa zoos no Brasil sai em defesa do Beto Carrero World

A Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB), à qual o Beto Carrero World é associado, acompanha de perto a polêmica provocadanas redes sociais. Presidente da entidade, Cláudio Maas diz que conhece bem as instalações do zoo do parque, em Penha, e afirma que estão todas de acordo com a legislação.

_ Não há dúvida de que há um empenho do parque em fazer o melhor para os animais sob sua guarda. Tanto que já houve dois nascimentos de micos-leões dourados e de inúmeras outras espécies ameaçadas.

Em relação à denúncia de falta de sombra, Maas afirma que os animais têm espaço sombreado no recinto acesso livre a áreas resguardadas, as chamadas áreas de manejo, que não são visíveis para o público.

_ Um dos critérios para o bem-estar animal é oportunizar escolhas. Se ele quiser chuva, sol, sombra, é preciso oferecer uma gama de opções para o animal. A normativa 07/2015, do Ibama, regulamenta que tipo de estrutura tem que existir para cada grupo de animais.

A SZB informou que vai entrar em contato com o Ibama em Brasília para que "tome as medidas cabíveis" em relação a Anderson Valle, que se apresenta como comentaristra ambiental e servidor do órgão federal. No entendimento da associação, ele não poderia "usar o nome da autarquia para emitir opinião de cunho pessoal".

_ Não só nosso associado foi exposto de forma leviana, mas todas as instituições brasileiras foram questionadas.Existe uma legislação que vai tratar disso, e quem não concorda pode entrar em contato com a SZB. Respeitamos opiniões pessoais, dentro de um universo de respeito e construtivo.