Postado dia 19/02/2016 às 13h13 - Atualizado em 20/02/2016 às 11h30

Empresa Alleanza inicia projeto executivo de recuperação do Rio Iriri

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Foi realizada na tarde desta quinta-feira, 18, a primeira reunião com a empresa que irá desenvolver o projeto executivo de recuperação do Rio Iriri. Além de pescadores e do presidente da Câmara de Vereadores, Clóvis Bergamaschi (DEM), representantes das secretarias de Planejamento e Agricultura e Pesca participaram da conversa que sacramentou o início dos trabalhos de produção do projeto.

"A equipe da Alleanza possui quatro meses para concluir o projeto, feio isso, protocolam junto à Fundação do Meio Ambiente (Fatma) o pedido de licenciamento ambiental. É um processo burocrático, mas necessário para que os pescadores do Rio Iriri sejam beneficiados em definitivo", definiu o secretário de Agricultura e Pesca, Luiz Fernando Vailatti, o Ferrão. O projeto deve ser pautado na dragagem do rio, recuperação e também de prolongamento dos molhes.

O projeto está dividido em cinco fases. Na primeira etapa, será feito o levantamento topobatimétrico da praia; na sequência, ocorre o estudo das especificações geométricas da recuperação e ampliação dos molhes do rio; em seguida será feito o Estudo Ambiental Simplificado (EAS); a quarta fase compreende a elaboração do projeto básico dos molhes do rio e dragagem e; por fim, a elaboração das especificações técnicas e orçamentos.

"Todos os processos compreendem apenas o projeto. Feito isso, teremos o custo exato de um trabalho que irá recuperar por completo o Rio Iriri, para então iniciar uma licitação de contratação de empresa para executar a obra", detalhou o prefeito, Evandro Eredes dos Navegantes (PSDB), que não participou da reunião por conta de cumprir agenda de trabalha em Brasília.

"Tais melhorias são de suma importância inclusive para prevenção de inundações e alagamentos provocados pelo assoreamento do Rio Iriri. Será um grande marco, além de beneficiar os munícipes, em especial pescadores, usuários do rio e melhorar o trânsito sobre a ponte", defendeu, Clóvis, autor inclusive, de requerimentos solicitando melhorias para o Rio.

O trabalho da Alleanza é fruto de um convênio com a Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (Amfri). O convênio tem o valor total de R$ 140 mil e será repassado à Amfri por meio de quatro parcelas de R$ 35 mil. "O convênio inclui também a tramitação de todas as licenças ambientais necessárias para a obra", detalhou o prefeito.

Em 2012 o Governo Municipal promoveu uma obra emergencial de desassoreamento da foz do rio Iriri, justamente pela dificuldade que os pescadores enfrentavam para sair com suas embarcações ao alto mar. Mais de 300 famílias dependem da pesca na região da Praia Alegre e praticamente toda a água pluvial de Penha desemboca no rio, na Praia Alegre.