Postado dia 20/12/2017 às 20h26 - Atualizado em 21/12/2017 às 19h37

Inicia trabalho da Força-Tarefa de limpeza das praias e ruas de Penha

Prefeitura contratou empresa para executar o serviço por um ano
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Desde segunda-feira, dia 18, já começou o trabalho de limpeza das praias e ruas de Penha, que está sendo executado por uma força-tarefa. “Contratamos uma empresa para fazer a zeladoria do município, que se trata não só de limpar as praias, mas também as praças e ruas”, explica o Prefeito de Penha Aquiles da Costa.

A ideia do prefeito é que a cidade receba mais serviços de limpeza de agora em diante: “Não apenas no verão, e não somente as praias, temos que pensar na cidade num todo, pois recebemos turistas o ano inteiro, além de garantir um bom ambiente de convivência para os moradores”, adiantou o prefeito.

Inicialmente será feito um trabalho mais intensivo nas praias, recolhendo madeiras, detritos, e outros resíduos deixados ao longo do ano. Esse trabalho começou nas Praias do Quilombo e Armação, e deve seguir para a Praia Alegre, e depois todas as demais praias da cidade. “Depois disso acontecerá a limpeza diária em todas as praias todos os dias, que será mais fácil depois desse primeiro trabalho de recolhimento do lixo acumulado”, explica o Secretário de Serviços Urbanos de Penha, João Batista Porto.

O governo municipal decidiu terceirizar o serviço por conta da falta de pessoal e equipamentos próprios. “Chegamos a conclusão que seria mais barato para o contribuinte, e mais eficiente para a administração pública, fazer a terceirização do serviço de zeladoria, que é algo que a cidade precisa bastante, não só as praias”, argumenta o secretário de administração Diego Mattielo.

Além das praias, a equipe da zeladoria passou os últimos três dias também limpando as ruas e praças do Quilombo, e deverá fazer o mesmo em cada localidade. “A prioridade agora são as praias, pois o verão está aí. Mas em seguida, a zeladoria irá para as ruas da cidade, tanto carpindo o mato quanto varrendo e recolhendo lixo”, garantiu João.