Postado dia 22/03/2017 às 11h09 - Atualizado em 22/03/2017 às 11h27

Maricultores sugerem novembro como nova data para Festa do marisco

Produtores sugeriram nova data para o evento: novembro
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Na manhã desta terça-feira, dia 21, o prefeito Aquiles da Costa esteve reunido com representantes da Associação dos Maricultores de Penha (Amape) e da Epagri. Participaram também do encontro representantes das secretarias municipais da Pesca, Turismo, Educação, e o Gestor de Convênios, Jaylon Jander Cordeiro da Silva.

A pauta foi extensa, e discutiu vários assuntos de interesse da categoria, entre eles, a volta da Amape para participar ativamente da organização da Festa Nacional do Marisco, e ajudar a recuperar suas raízes, mais voltadas para a gastronomia e a divulgação de um dos principais produtos comercializados pelo município para o resto do país. Os maricultores apontaram que a data de novembro seria a melhor para a organização da festa, pois é período de safra do marisco, e um período que o mercado ainda está se aquecendo.

“Ouvir os maricultores é uma questão essencial para podermos reformular a Festa Nacional do Marisco de acordo com as necessidades comerciais, sociais e turísticas que a nossa cidade precisa”, apontou o prefeito Aquiles da Costa. “A maricultura é um dos principais setores econômicos de Penha, e não podemos esquecer que a Festa precisa ser uma grande vitrine para esse produto”.

Outro importante assunto discutido, foi a nova demarcação das áreas de cultivo do molusco determinadas pela Marinha do Brasil e o governo federal. Será implantado um novo sistema de bóias sinalizadoras, para demarcar cada área de cultivo. O governo municipal irá pleitear esses recursos junto ao governo federal, elaborando um projeto no valor de 1 milhão de reais.

Outro investimento, no valor de 500 mil reais, que o município vai pleitear é para a instalação de um novo frigorífico na Cooperativa dos Maricultores (Coopermap). “Isso vai ampliar a capacidade de produto congelado e ajudar os maricultores a concretizarem mais vendas”, explica o gestor de convênios, Jaylon Cordeiro da Silva, que elaborará os projetos pedindo os recursos.

Por último, a Epagri anunciou que tem um curso de treinamento para jovens na área da maricultura, o qual terá apoio do governo municipal para garantir o transporte dos alunos.