Postado dia 21/11/2017 às 19h15 - Atualizado em 21/11/2017 às 19h17

Prefeitura começa operação de limpeza de valas do município

Locação de equipamento também vai garantir manutenção das ruas
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Desde o último domingo, dia 19, o governo municipal, através da secretaria de serviços urbanos, começou a operação de limpeza das maiores valas do município, que são canais importantes para o escoamento da água da chuva, minimizando e até impedindo a ocorrência de alagamentos em algumas situações. O serviço está sendo executado com equipamento recentemente locado através de licitação pela prefeitura.

“Penha tem um problema de escoamento pluvial muito grave, aonde só um programa de macrodrenagem irá realmente resolver e dar fim aos alagamentos definitivamente. Mas a limpeza preventiva das valas garante que somente uma chuva muito forte possa causar alagamento em alguns pontos da cidade”, explica o secretário de serviços urbanos de Penha João Batista Porto

O governo municipal já elaborou um projeto de macrodrenagem, com investimentos previstos em até 10 milhões de reais, e agora está em fase de captação de recursos junto ao governo federal para viabilizá-lo. “É um problema de anos que não será resolvido do dia para a noite, mas não vamos adiar mais essa importante ação para a comunidade”, garantiu o prefeito de Penha Aquiles da Costa.

Enquanto isso, o governo municipal pretende dar manutenção constante às maiores valas que existem na cidade. Os trabalhos começaram na Rua Nereu de Assis, na localidade do Mariscal, e nessa segunda-feira já devem iniciar na vala paralela a Rodovia Beto Carrero. Ainda essa semana também devem começar o trabalho de limpeza nas valas dos bairros de São Nicolau e São Cristóvão.

“Era algo que já queríamos ter feito antes, mas problemas nas licitações acabaram adiando essa importante ação que era a locação de máquinas, que permitirão não só a limpeza constante das valas, mas também os reparos nas ruas da cidade, com patrolamento e macadamização”, anunciou o secretário João Batista Porto.

A limpeza das valas é considerada prioridade, mas ainda esse mês devem chegar máquinas para fazer os reparos nas ruas. “Temos que locar maquinário porque hoje a prefeitura não tem equipamento próprio. Chegamos a conclusão que a locação era o modo mais econômico, porque hoje temos várias máquinas compradas pelas antigas administrações que não funcionam mais, algumas até viraram sucata. Nós pagamos a locação por hora, e se as máquinas quebrarem, o conserto é com a empresa proprietária”, argumentou o secretário.

O contrato de locação de maquinário foi vencido por seis empresas, que fornecerão equipamentos como retroescavadeiras, caminhões, patrolas, tratores, rolo compactador, motoniveladora, entre outros, por um período previsto de 12 meses. O governo municipal pretende investir até R$ 1.800.175,00 na iniciativa. “Conseguimos reduzir bastante o valor originalmente previsto na licitação, que era de R$ 3.434.279,80, fazendo uma boa economia para o município”, comemorou o secretário de administração Diego Luís Matiello.