Postado dia 22/02/2017 às 11h51 - Atualizado em 23/02/2017 às 09h02

Aprovada a criação do cargo de monitor de educação infantil

Aprovação do projeto foi quase unânime entre os vereadores
Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Penha

O projeto que cria o cargo de monitor de educação infantil foi aprovado na 5ª Reunião Ordinária da Câmara de Vereadores de Penha, realizada na noite de segunda-feira (21). Nove parlamentares foram a favor do projeto de lei complementar nº 2/2017, de autoria do Poder Executivo. Apenas o vereador Jesuel Francisco Capela, o Juju (PSDB), manifestou voto contrário.

De acordo com a lei aprovada, a prefeitura poderá contratar em seu quadro efetivo até 100 monitores, profissionais que tenham cursado no mínimo o ensino médio, para auxiliar professores na educação infantil, cuidando de crianças de zero a três anos de idade.

O projeto foi debatido em audiência pública realizada pelo Legislativo Penhense no dia 15 de fevereiro, tendo como principal objetivo regularizar a função do auxiliar do professor em sala de aula, já prevista no Estatuto do Magistério. Penha era a única cidade da região que ainda não criara o cargo, preferindo contratar professores - ou profissionais recebendo o salário de professores - para executar a função.

Na reunião ordinária foram encaminhadas 21 indicações e 10 pedidos de informação. No grande expediente, além da discussão e aprovação do PLC 2/2017, também foi discutida e aprovada a moção de aplauso nº 3/2017, de autoria do vereador Jesuel Capela, que homenageia o policial Carlos Eduardo Beduschi e sua equipe.