Postado dia 28/09/2017 às 18h56 - Atualizado em 29/09/2017 às 20h38

1º Treinamento Festivo do Contra-Turno Régis Judô acontece em Penha neste sábado

Evento tem apoio da prefeitura de Penha e do SESC
Fonte: assessoria de imprensa da Câmara de vereadores de Penha

Mais de 160 judocas vão se reunir este sábado, dia 30, em Penha, para o 1º Treinamento Festivo da Régis Judô. O treinamento acontece a partir das 14 horas no Ginásio de Esportes Sebastião João de Souza, localizado na Rua Avelino João Reis, no Centro. O evento tem o apoio da Prefeitura Municipal de Penha, através da Fundação Municipal de Esportes e da Secretária de Educação e Cultura, e do SESC, além da permissão da Federação Catarinense de Judô.

Sem caráter competitivo, o treinamento reunirá judocas de 4 à 14 anos que treinam na academia Régis Judô ou que praticam a modalidade através do projeto contra turno da prefeitura municipal, nos polos do Ginásio e SESC. Também participarão atletas de clubes convidados de Balneário Camboriú, Camboriú, Gaspar, Itajaí, Jaraguá do Sul e São Bento do Sul. O evento é gratuito e premiará todos os participantes com medalha e certificado.

"O objetivo não é a competição, mas sim que o participante goste ainda mais da modalidade. Além de promover a integração de judocas de diferentes clubes e incentivar a participação da família.", destaca o professor Carlos Henrique Régis. O evento é aberto ao público, e não será cobrada entrada.

“A Régis Judô já é uma referência do esporte no estado, e tem descoberto muitos talentos na nossa cidade, além de levar representantes do nosso município para diversos eventos”, elogia o superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Carlos César de Souza. “O judô é uma das modalidades que conseguimos oferecer no contra-turno graças a esse trabalho”, complementou.

O treinamento começa com o aquecimento dos judocas, que na sequência serão divididos por idade e tamanho e participarão de lutas demonstrativas, para então subir ao pódio e receber a tão desejada medalha. "Queremos que todos os jovens judocas se sintam campeões, só por estarem participando do evento. E incentivar a permanência no esporte, que é um caminho seguro", relata o professor Régis.