Postado dia 12/09/2017 às 18h34 - Atualizado em 13/09/2017 às 23h24

Flexa Negra é hexacampeão do Futsal Municipal

Equipe mais antiga de futebol de salão vence Copa Penha de Futsal
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Uma partida emocionante. De um lado, o até então invicto Unipraias, com a melhor defesa e melhor ataque da competição, numa campanha irretocável que o levou até a final da 1ª Copa Penha de Futsal. Do outro, a tradição do Flexa Negra, equipe mais antiga de futebol de salão de Penha em atividade, com 36 anos de história, e uma grande torcida concentrada justamente no centro da cidade.

O suspense dominou todo o jogo, testando as emoções do grande número de torcedores que quase lotaram o Ginásio Municipal de Esportes Sebastião João de Souza, no último sábado, dia 09. Nervos a flor da pele e muita competitividade testaram a habilidade dos árbitros Jefferson Cabral e Robson Cândido de Oliveira, da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS), contratados especialmente para a partida.

A grande arma do Unipraias foi James, um jogador que de fato desequilibra. O Flexa teve que suar muito para conseguir marca-lo, mas quando ele teve chance, brilhou. Foi dele o primeiro gol da partida, aos 9 minutos e 30 segundos. Mas o Flexa rapidamente contra-atacou, para não deixar o Unipraias gostar do jogo, empatando com gol de Reinaldo, aos 11 minutos e 10. As equipes se estudaram durante o primeiro período, com grande medo de tomar gol.

Mas no segundo período, não havia outra opção senão ir pra cima. E novamente James, logo no começo da segunda etapa, marcou novamente para o Unipraias. De novo, a equipe do Flexa reagiu rapidamente, com Douglas marcando o gol de empate apenas um minuto depois. Depois disso, o Flexa conseguiu anular a atuação de James acirrando a marcação, e aproveitando qualquer falha na defesa do Unipraias pra tentar chegar ao gol. Pelo menos duas grandes chances foram perdidas, com direito a bola na trave. Foi então que novamente Douglas, conseguiu marcar o terceiro e definitivo gol do Flexa Negra. Embalado por sua torcida, o time manteve o jogo marcando bastante até soar o apito final, consagrando uma merecida vitória sobre um adversário que também mereceria o título de campeão.

Fundado há 36 anos, este é o sexto campeonato de futsal municipal vencido pelo Flexa Negra. De todas as antigas equipes que dominaram e fizeram o futebol de salão popular nos anos 80 em Penha, o Flexa é o único que persistiu, devido principalmente ao trabalho do técnico Vilmar Carneiro, que provavelmente está se despedindo da competição: “Conseguimos renovar o time, e essa nova geração representa muito bem nosso legado”, afirmou.

O Flexa Negra ganhou a taça Penha de Futsal, além de medalhas para todos os jogadores, e o prêmio de 1.200 reais em dinheiro. O Unipraias levou a taça de vice-campeão, medalhas e o prêmio de 800 reais, além dos troféus de artilheiro para James, com 12 gols, e de goleiro menos vazado para Geovane, que sofreu apenas 12 gols durante a competição. O Gambazera conquistou o terceiro lugar, em partida acirrada com a MG Náutica, onde ganhou por 3 a 1. Além do troféu e medalhas, o time também ganhou o prêmio de 400 reais.

“Foi um campeonato marcado pela tranquilidade, onde as equipes e as torcidas tiveram um comportamento exemplar, digno de orgulho”, acredita o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Carlos César de Souza, coordenador da competição, que foi promovida pela Prefeitura de Penha através da fundação.