Postado dia 19/09/2017 às 23h07 - Atualizado em 20/09/2017 às 19h47

Câmara aprova Programa Educação Anti-Drogas

Vereadores aprovam quatro projetos de lei e três moções
Fonte: assessoria de imprensa da Câmara de vereadores de Penha

A Câmara de Vereadores de Penha aprovou quatro projetos e três moções durante a 33ª Reunião Ordinária realizada na segunda-feira (18). Um dos destaques foi o projeto de lei ordinária nº 28/2017, aprovado por unanimidade, que institui o “Programa Educação Anti-Drogas” nas escolas da rede pública de ensino e cria o selo “Escola sem drogas”. De autoria do vereador Luiz Américo Pereira (PSDB), o projeto é voltado para o ensino fundamental das escolas da rede pública, como tema transversal, por meio da realização de seminários, palestras, dinâmicas de grupos, simpósios sobre prevenção ao uso de drogas.

Também foi aprovado o projeto de resolução nº 06/2017, de autoria da Mesa Diretora, que declara inservíveis alguns bens da Câmara de Vereadores de Penha e os projetos de lei ordinária nº 26 e 27, que denominam vias do município: rua “Vila Hermes”, que parte da Rodovia SC 414, no Bairro Nossa Senhora de Fátima e também a rua “Pedro José Ferreira”, que parte da Avenida Itapocoroi até encontrar-se com terras de Marinha, na Praia de Armação.

Na ordem do dia foram aprovadas três moções. De autoria do vereador Everaldo Dal Posso (PMDB), a moção de aplauso nº 43/2017 homenageia o grupo Pérola de Dança Sênior.

A moção de repúdio nº 44/2017, de autoria conjunta dos vereadores Isac Hamilton da Costa (PR), Luiz Américo Pereira (PSDB) e Joaquim Antônio Costa Jr (PP) foi aprovada por unanimidade, repudiando o Banco Santander e os organizadores da exposição “Queermuseu - Cartografias da diferença na arte brasileira,” em Porto Alegre, abordando as questões de gênero e diversidade sexual.

De autoria da vereadora Maria Juraci Alexandrino (PMDB), a moção nº 45/2017 manifesta apoio ao Grupo de Escoteiros Baden Powell, fundado em 2016.