Postado dia 09/05/2017 às 11h08 - Atualizado em 10/05/2017 às 10h02

Câmara recebe a Bandeira do Divino Espírito Santo

Celebração do catolismo popular é realizada desde o século XIX
Fonte: assessoria de imprensa da Câmara de vereadores de Penha

Os preparativos começaram no meio da semana. Bexigas vermelhas e brancas, bandeiras, folhas de laranjeira e flores compuseram a decoração do Plenário Expedicionário Tenente Milton Fonseca. Os servidores do Legislativo Penhense não pouparam esforços para garantir os preparativos de um evento mais do que especial: a recepção da Bandeira do Divino Espírito Santo.

Na tarde de sábado (6), ao som dos cantadores, acompanhados pelas rabecas, violões e tambores, os foliões foram recebidos pelos vereadores e funcionários da Câmara de Vereadores de Penha.

O imperador João Nestor de Souza e a imperatriz Maria das Neves conduziram o cortejo que foi recebido pela presidente do Poder Legislativo, Maria Juraci Alexandrino (PMDB), em uma celebração que lotou o plenário da CVP, com a participação de dezenas de pessoas da comunidade penhense. “Nós agradecemos imensamente a todos os vereadores e funcionários da Câmara de Penha, que nos acolheram e prepararam essa linda recepção, valorizando ainda mais a nossa Festa do Divino”, ressaltou o imperador.

A presidente do legislativo considera que a festa do Divino Espírito Santo está diretamente atrelada à cultura e à religiosidade do povo da nossa região, sendo marcada pela fé e por diversos milagres, relatados ao longo de quase dois séculos de tradição. “Foi um privilégio para a Câmara de Penha receber a Bandeira do Divino novamente, com a participação de todos os servidores e vereadores da casa. Foi um momento ímpar e muito emocionante”, ressalta Juraci.

A celebração terminou com o oferecimento de um café da tarde para todos os foliões, em um momento de confraternização muito especial.

Festa do Divino

A Festa do Divino Espírito Santo é realizada nos municípios de Penha, Balneário Piçarras e Navegantes há 181 anos. A tradição de louvor às manifestações do Espírito Santo é uma das mais difundidas práticas do catolicismo popular.

Todos os anos, duas semanas após o carnaval, a Bandeira do Divino inicia sua peregrinação, visitando centenas de casas. Na ocasião, o imperador e a imperatriz pedem que o Espírito Santo abençoe o lar dos anfitriões que, por sua vez, oferecem uma refeição para todos foliões.