Postado dia 10/06/2017 às 12h33 - Atualizado em 10/06/2017 às 12h35

Secretaria de Assistência Social reivindica em Brasília construção de casa própria para o Abrigo Anjo Gabriel

Prédio serviria como abrigo para crianças e adolescentes que foram afastados das suas famílias por determinação judicial
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Nesta semana, nos dias 7 e 8 de junho, estiveram em Brasília o secretário de assistência social, Sérgio de Mello, e a assistente social Lucimar Tiburski, diretora do Abrigo Institucional Anjo Gabriel. Eles foram reivindicar ao governo federal, através do ministério do desenvolvimento social e agrário, a construção de prédio próprio para o Abrigo Municipal, além de esclarecimentos relativos aos programas e ações do Ministério, mais especificamente aos recursos vinculados direcionados a Secretaria de Assistência Social do município de Penha.

Atualmente, o município aluga uma casa que serve de abrigo para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Essa situação se apresenta enquanto a justiça decide se estes jovens podem ser reintegrados às suas famílias, com parentes ou devem ir para adoção. “Além da economia que a cidade teria com esse aluguel, teríamos a possibilidade de fazer um abrigo dentro dos padrões que o MDS solicita, com acessibilidade, o número adequado de cômodos, áreas de lazer, sanitários e refeitórios”, explica o secretário de assistência social de Penha, Sérgio de Mello.

Sérgio estiveram reunidos no Ministério do Desenvolvimento Social com o assessor especial do gabinete do ministro Osmar Terra, Pedro Ivo, e com o assessor parlamentar Protazio Malacarne. Outra reunião foi no gabinete do deputado federal Mauro Mariani (PMDB), que se comprometeu a articular a liberação dos recursos da obra, que estaria prevista em até 450 mil reais em investimentos.