Postado dia 19/01/2017 às 17h38 - Atualizado em 23/01/2017 às 15h42

NAM E NASF passam a funcionar integrados em Penha e ampliam o atendimento

Serviços de saúde funcionarão agora 12 horas por dia, das 7 às 19 horas
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Desde segunda-feira, 16, o atendimento do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) começa a funcionar no prédio do NAM – Núcleo de Atenção à Mulher e a Criança. A secretaria municipal de Saúde de Penha está estendendo o horário de atendimento, que era de oito horas, para doze horas diárias.

Ambos os serviços, NASF e NAM atenderão das 7 às 19 horas, sem fechar para almoço. Com essa medida, a secretaria não só ampliará o atendimento à população, como economizará o custo de aluguel que tinha com as instalações do NASF até então.

Outro serviço que será ampliado é da Farmácia Central, que passará a funcionar no Posto de Saúde Central, e não mais na Secretaria de Saúde. A mudança é em decorrência do registro no CRF (Conselho Regional de Farmácia) constar como ela estar sediada no Posto, e não na sede da secretaria. Com a mudança, o horário também será estendido para 12 horas, funcionando das 7 às 19 horas.

Com a integração do NAM e NASF, no mesmo prédio agora estarão ao alcance da população consultas com cardiologista, ortopedista, ginecologista, mastologista, obstetra, nutricionista, fonoaudiólogo, psicólogo, psiquiatra e clínico geral, além de coleta de exames preventivos, DST, toxicológicos, eletrocardiograma, e pré-natal. Dentro em breve, talvez na próxima semana, começará a funcionar o serviço de ultrassonografia. A prefeitura já contratou a médica especialista e o profissional para a manutenção do aparelho, disponibilizando assim um serviço que antes era terceirizado. A prioridade de atendimento será para as 1.500 consultas agendadas na gestão passada e que não tiveram atendimento até então.

Segundo o secretário de saúde e vice-prefeito de Penha, Lindomar Schulle, essas são as primeiras mudanças e ampliação dos serviços que haviam sido prometidos. “Estamos juntamente com toda equipe da Secretaria da Saúde trabalhando ativamente e logo já teremos os medicamentos da atenção básica garantidos a população”, disse a respeito da falta de remédios herdada da gestão anterior que hoje aflige a rede pública de saúde.

“Pedimos apenas um pouco mais de paciência, pois tão logo anunciaremos também os especialistas que atenderão em Penha, estamos no processo de contratação dos profissionais, visto que muitos tiveram seus contratos encerrado desde outubro”, complementou.