Postado dia 12/05/2017 às 10h01 - Atualizado em 15/05/2017 às 11h17

Ultrassom ecológico chega ao sistema público de saúde de Penha

Técnica permite interação da família com mãe e bebe durante o exame.
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

A secretaria de Saúde de Penha, através do NASF (Núcleo de Apóio à Saúde da Família) está trazendo uma novidade para a rede pública de atendimento no município: trata-se do ultrassom ecológico, ou ultrassonografia natural, como também é conhecida.

A técnica é realizada com a palpação da barriga da gestante. Após localizar a posição do bebê, o desenho é feito com tintas laváveis, atóxicas próprias para pele. A enfermeira realiza o desenho e o acompanhante tem a oportunidade de interagir nesse momento especial afim de fortalecer o vínculo familiar.

Este tipo de ultrassonografia permite que a mãe diminua um pouco sua ansiedade, consiga de uma forma lúdica observar a vida que há dentro dela, a posição que seu bebê está. Neste caso, o ultrassom ecológico, é claro, não substitui os exames convencionais, mas é uma maneira da mãe se conectar ainda mais com o bebê.

A Ultrassonografia ecológica, ou "arte obstétrica", ficou conhecida no Brasil cerca de dois anos através da parteira mexicana Naoli Vinaver. Segundo a Enfermeira Ivia Rodrigues, coordenadora do NASF, esse trabalho é uma forma de acompanhamento humanizado, onde a mulher é valorizada, seu estado, e sua autonomia. “Também estamos usando essa técnica para incentivar o parto natural e o aleitamento materno”, conta.

Na última quinta-feira, dia 11, foi feita uma oficina de capacitação com as enfermeiras das unidades de estratégia da saúde da família. O programa agora será estendido para ser aplicado em cada uma das unidades de saúde do município.