Postado dia 31/01/2018 às 18h31 - Atualizado em 31/01/2018 às 18h32

Morre em acidente na BR-470 em Ilhota o presidente da Associação de Músicos de Penha

Fonte: Rádio Aquarela FM

Uma colisão frontal, entre um Fiat Uno e um caminhão, por volta das 13h de ontem, no quilômetro 24, da BR-470, em Ilhota, resultou na morte do músico penhense, Fabrycyo do Nascimento, 37 anos, que dirigia o veículo de passeio. Gert Blaese, 62, motorista da carreta, machucou as pernas, já que o caminhão bateu num barranco às margens da rodovia. A carreta estava vazia no momento do acidente.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Itajaí, o carro que Fabrycyo dirigia bateu de frente contra a carreta que seguia no sentido Navegantes. O Uno ficou completamente destruído com o impacto.

O motorista da carreta, com placas de Gaspar, disse aos policiais que o carro do músico teria invadido a pista contrária. As circunstâncias do acidente ainda serão investigadas.

O acidente foi pouco depois da entrada da Ponte de Ilhota no sentido Litoral. Fabrycyo estava sozinho no veículo e morreu preso às ferragens, antes da chegada dos socorristas.

Fabrycyo morava em Armação do Itapocorói, era presidente da Associação Cultural dos Músicos e Artistas de Penha (Acmap) e tinha forte atuação no meio cultural da cidade.

31.01 – Uma colisão frontal, entre um Fiat Uno e um caminhão, por volta das 13h de ontem, no quilômetro 24, da BR-470, em Ilhota, resultou na morte do músico penhense, Fabrycyo do Nascimento, 37 anos, que dirigia o veículo de passeio. Gert Blaese, 62, motorista da carreta, machucou as pernas, já que o caminhão bateu num barranco às margens da rodovia. A carreta estava vazia no momento do acidente.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Itajaí, o carro que Fabrycyo dirigia bateu de frente contra a carreta que seguia no sentido Navegantes. O Uno ficou completamente destruído com o impacto.

O motorista da carreta, com placas de Gaspar, disse aos policiais que o carro do músico teria invadido a pista contrária. As circunstâncias do acidente ainda serão investigadas.

O acidente foi pouco depois da entrada da Ponte de Ilhota no sentido Litoral. Fabrycyo estava sozinho no veículo e morreu preso às ferragens, antes da chegada dos socorristas.

Fabrycyo morava em Armação do Itapocorói, era presidente da Associação Cultural dos Músicos e Artistas de Penha (Acmap) e tinha forte atuação no meio cultural da cidade.