Postado dia 18/04/2017 às 09h59 - Atualizado em 20/04/2017 às 10h13

Paixão de Cristo emociona centenas de pessoas no centro de Penha

Espetáculo representou drama do sacrifício de Jesus na última sexta-feira
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Penha

Na última sexta-feira, dia 14, a emoção tomou conta do centro de Penha, quando atores amadores da própria comunidade reencenaram o drama da paixão de Cristo. O espetáculo reuniu centenas de pessoas que acompanharam a dramatização, que levou vários expectadores às lágrimas.

O espetáculo foi organizado pelo departamento de cultura da secretaria municipal de educação de Penha, com apoio da secretaria municipal de turismo. Ele foi dividido em três atos: a prisão de Jesus, no Monte das Oliveiras, que foi encenada na praça defronte a Igreja Matriz Nossa Senhora de Penha; o julgamento de Jesus, que aconteceu na sede da própria prefeitura, representando o Palácio de Poncios Pilatos; e a crucificação, que aconteceu no pátio dianteiro da escola estadual Manoel Henrique de Assis, que representou o Monte Gólgota.

O evento ainda contou com sonorização e efeitos especiais. Após a cena da crucificação, a imagem do Cristo Morto foi levada para ato litúrgico na Igreja Matriz Nossa Senhora de Penha.

“A encenação do drama da paixão já é uma tradição em Penha, e a restabelecemos de volta ao centro da cidade”, explica o diretor de cultura de Penha, Eduardo Bajara. “Este ano fizemos uma apresentação mais modesta, mas mais respeitosa, atendendo a pedidos da própria comunidade cristã, e contamos com grande apoio de pessoas da própria comunidade que se voluntariaram para representar”, diz Bajara.

“Interpreto Jesus nesta representação desde que tinha 17 anos”, conta Beto Leite, que retornou ao papel neste ano. “Sempre é uma grande emoção para mim como cristão participar desse evento”, comentou.